Energie vai investir 2 milhões de euros na construção da maior fábrica mundial do sector

A empresa portuguesa de painéis solares termodinâmicos, Energie, está a investir 2 milhões de euros na construção da maior fábrica mundial do sector, na Póvoa de Varzim, a inaugurar em Setembro para responder à crescente procura, nomeadamente estrangeira.

“Já não estávamos a conseguir responder às solicitações que tínhamos e só não estávamos a exportar mais por incapacidade de espaço”, afirmou o presidente da empresa, Luís Rocha, em declarações à agência Lusa.

De acordo com o responsável, a primeira fase do projecto da Energie vai ser inaugurada no final de Setembro, em Laúndos, Póvoa de Varzim, com uma área de 3000 metros quadrados e um investimento na ordem dos 2 milhões de euros. Dentro de dois anos, a nave industrial aumentará para o dobro, tornando-se no “maior complexo industrial do mundo de produção de energia solar”.

Depois de ter fechado o ano de 2006 com um volume de negócios na ordem dos 6 milhões de euros, a Energie diz pretender crescer um milhão de euros por ano até 2010, ano em que espera atingir os 10 milhões de facturação. Nessa altura, Luís Rocha prevê que o número de trabalhadores da empresa tenha já passado dos actuais 30 para um total de 70.

Segundo o empresário, a Energie canaliza para o mercado português 60% da sua produção, exportando os restantes 40% para países como a Espanha, França, Inglaterra, Bélgica, Irlanda, Luxemburgo e Estados Unidos.

“Queremos alcançar uma posição de destaque em todos os mercados onde actuamos, através da investigação, do desenvolvimento, da produção e da distribuição de produtos inovadores, respeitadores do meio ambiente, com elevado valor acrescentado para os seus utilizadores e qualidade reconhecida, capazes de elevar os padrões de conforto das habitações”, salientou.

No mercado há mais de 20 anos, a Energie produz painéis solares termodinâmicos com aplicações no domínio do aquecimento central, das águas quentes sanitárias, da climatização de piscinas e do aquecimento de águas de grande volume.

“O nosso objectivo é crescer de uma forma sustentável e estruturalmente sólida. Para além da ampliação das instalações, os planos actuais passam por um aumento considerável do investimento em investigação e desenvolvimento, pela autonomização do processo de fabrico, pela contínua aposta em recursos humanos altamente qualificados”, explicou Luís Rocha.

Conforme salientou, os painéis solares termodinâmicos Energie têm como particularidade conseguirem superar as limitações causadas pela ausência de sol, permitindo a elevação da temperatura da água “mesmo nos dias de chuva e nos períodos nocturnos, 24 horas por dia”.

Diário Económico

Anúncios

4 comments

  1. M Cardeano Ribeiro

    Quando ouço dizer que os de painéis solares termodinâmicos da ENERGIE funcionam “mesmo nos dias de chuva e nos períodos nocturnos, 24 horas por dia” fico perplexo.
    As correcções que se impõem são as seguinte:
    Os paineis da ENERGIE são paineis TERMICOS, e não solares. Dependem sómente da temperatura exterior.

    O sistema ENERGIE funciona segundo o ciclo da bomba de calor, consumindo energia eléctrica continuamente.

    Os paineis da ENERGIE não estão contemplados na nova legislação da Certificação Energética, pois não são colectores solares térmcios, são um dissipador energético de uma máquina frigorifica.

    com os meus melhores cumprimentos

    M Cardeano Ribeiro

  2. tautau

    Força!!! A energia solar é o futuro do nosso planeta!!!!! Qualquer dia todo o mundo vai estar cheio de painéis solares !!!

  3. Diogo

    Caros,

    Dentro deste tópico só poderei falar como consumidor e sem conhecimentos técnicos.
    Tenho um sistema ENERGIE termodinâmico montado na minha residência, um duplex na área da grande Lisboa, com sistema de aquecimento de aguas sanitárias e de aquecimento central.
    Instalei-o há aproximadamente 2 anos e meio, ou seja 2 Invernos!
    No que toca ao aquecimento de águas o sistema funciona lindamente…
    No que toca ao aquecimento central, a história não é a mesma! Posso agora dizer que passado estes anos foi uma escolha de que muito me arrependi… O sistema é altamente complexo e duvido que algum técnico o domine verdadeiramente… desde o inicio que o meu sistema insiste em dar todos os erros que vem no manual, desde HP, LP, Ho, etcc.. etc… vem um técnico diz que a questão é um simples ajuste no frigogénio… vem outro técnico o problema é da montagem inicial…
    Mas o que acontece na prática?
    No primeiro ano posso dizer que o aquecimento central ENERGIE funciona na perfeição… quando não é preciso!! Ou seja se até estiver quentinho ele lá vai funcionando agora se estivermos perto dos 0ºC (não abaixo reparem!) ele simplesmente deixa de funcionar, ou passa o tempo todo a dizer erro, seguido de sincronização, seguido de funcionar 10 mn e repetindo o ciclo! Ou seja gasto energia electrica no compressor… os radiadores chegam à brilhante temperatura de 20ºC e tudo volta ao inicio!… Tenho utilizado muita lenha!
    No segundo ano foi ainda melhor… apareceu mais um famigerado técnico que levou uma peça do aparelho durante todo o Inverno! Retorno absoluto!
    E agora para este Inverno, estou há 3 meses à espera que venha outro técnico da Energie, fazer algum tipo de Ajustamento pq o aparelho simplesmente não funciona (erro En agora)!…
    Clientes residenciais… acautelem-se, isto não me foi dito, mas o sistema de aquecimento central ENERGIE é uma máquina de barulho!! Só será possível aguentar numa divisão selada a nível sonoro ou isolada da casa!… No que diz respeito ao funcionamento ele não é nada amigo do utilizador… os manuais de instruções são também ininteligíveis.
    Não sei se alguém tem uma boa experiência com este equipamento e com a assistência técnica, mas no meu caso tem sido desastroso! Da parte da sede da ENERGIE também pouca importância tem sido dada, nada fazendo para resolver a situação.
    Infelizmente foi dinheiro “mandado ao ar” (ou ao calor)!

    Cumprimentos a todos

    • vitor manuel machado da silva

      o meu cunhado tambem tem um sistema energie,tambem so funcionou bem no primeiro ano,agora nem tem quem o repare,a empresa que o montou nem atende o telemovel,estamos a falar 12.500 euros,ninguem deita fora tanto dinheiro,ou então a energie anda mal representada,gostava que me dissessem quem pode fazer a reparação do sistema em Torres Vedras,obrigado pela informação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: