Estarreja: 100 M€ para gerar electricidade a partir de lamas

O ministro da Economia, Manuel Pinho, anunciou hoje que Estarreja vai receber «um investimento inovador», estimado em 100 milhões de euros, numa unidade de aproveitamento de lamas para produzir vapor e energia.

Em declarações à agência Lusa, Manuel Pinho confirmou que o projecto, que envolve um grupo de empresas privadas, será liderado pela «Águas de Portugal», cabendo ao governo «estimular estes projectos».

Segundo a Lusa apurou, a nova unidade de cogeração deverá aproveitar como matéria-prima as lamas resultantes do sistema multimunicipal de tratamento de fluentes da Ria de Aveiro, explorado pela SIMRia, empresa do universo «Águas de Portugal».

 As empresas do complexo químico de Estarreja deverão ser os clientes do projecto, quer absorvendo a energia eléctrica produzida, quer consumindo o vapor de água gerado por esse processo, o que lhes irá permitir eliminar caldeiras destinadas a esse fim, reduzindo as emissões.

O projecto de aproveitamento de lamas para produção de energia e vapor deverá socorrer-se de «tecnologia de ponta austríaca» e começou a ser delineado pela 2Águas de Portugal« há cerca de dois anos, envolvendo três dos grandes grupos do sector químico, presentes no complexo de Estarreja: CUF, Air Liquide e Dow Portugal.

Dinheiro Digital

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: