Biocombustíveis: microalgas são solução ideal

A produção de biocombustíveis a partir de óleo de microalgas apresenta-se como a solução ideal numa altura em que continua a ser urgente encontrar alternativas ao petróleo, mas o mundo responsabiliza os biocombustíveis pela crise alimentar.

«A alga será seguramente uma das soluções ideais, senão a única. Faz duas coisas importantes: sequestra o co2, necessário para crescer, e no final produz ainda o óleo para biodiesel. De outra forma é díficil conjugar estas duas coisas», explicou à Lusa Nuno Coelho, director-geral da Algafuel, a primeira empresa portuguesa a produzir óleo de microalgas para biocombustível com fins industriais.

Mas que vantagens têm as algas que as possam tornar numa melhor opção do que o milho ou o girassol? «Uma delas é que não compete com as culturas alimentares», apontou a responsável pela investigação com microalgas no Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação (INETI), Fernanda Rosa.

«Quando estamos a produzir microalgas não estamos a produzir nada que seja necessário para a alimentação e essa produção pode ser feita em qualquer tipo de terreno, inclusivamente em zonas áridas».

Acrescentou que se tratam de microrganismos que se reproduzem «de uma forma exponencial» e cuja duplicação se faz num dia ou dia e meio, explicando ainda que se desenvolvem em qualquer tipo de água – salgada, salobra, residual – e necessitam de pouco mais do que luz solar e dióxido de carbono (CO2).

No INETI, a investigação e o trabalho de extracção de óleo de microalgas para a produção de biocombustível já se faz há quase trinta anos, o que dá a Portugal o know-how consolidado no crescimento de microalgas e que poderá ser agora utilizado nesta nova oportunidade dada aos biocombustíveis.

«Temos aqui uma colecção enorme de microalgas que estão liofilizadas ou estão mantidas em meio, mas dormentes. Quando queremos começar o crescimento dessas microalgas vamos-lhes fornecer meio ou nutrientes, meio novo que as faz replicar-se e crescer», explicou Fernanda Rosa.

«Depois passam para pequenos reactores verticais onde há borbulhamento de ar ou CO2, replicando-se assim com maior intensidade, sendo que o crescimento é feito depois em mangas plásticas, muito económicas, ainda dentro do laboratório(…) quando estão em crescimento forte e em bom estado passam então para fotobioreactores ou lagoas», explicou.

Sendo um instituto de investigação, a industrialização é uma vertente que foge ao âmbito do INETI, mas já há em Portugal quem se dedique ao cultivo de microalgas não só para a produção de biocombustível, mas para os mais diversos fins.

No Algarve, encontra-se o quartel-general da Necton, uma empresa que desenvolve o seu ramo de actividade no sector da biotecnologia marinha e que se especializou na produção de microalgas.

Foi formada em 1997 e a partir de Janeiro deste ano deu origem à Algafuel que se dedica especificamente à industrialização de biomassa de microalgas para a produção de biocombustível.

O processo laboratorial de produção de microalgas é em todo igual ao do INETI, mas aqui pensa-se a uma outra escala e com outros objectivos.

«A produção é diária, é um pouco a pedido, e não tem os riscos de vir uma geada e morrer tudo porque é simples. Vazam-se os sistemas de produção, limpam-se e começa-se outra vez. Um processo que demora três a quatro dias porque não é preciso lavrar a terra novamente. Não se perde um ano, perdem-se dois ou três dias», explicou o administrador da Necton, João Navalho.

Outra vantagem das microalgas que, contrariamente a todas as outras culturas, podem ser produzidas ininterruptamente em qualquer altura do ano e podem, por isso, ser recolhidas todos os dias.

Segundo João Navalho, a empresa tem uma unidade de produção que pode atingir as duas toneladas por ano, no entanto esse valor pode variar exponencialmente em detrimento do tipo de alga ou das condições em que ela é produzida.

Apesar das inúmeras vantagens, o processo de obtenção de óleo através de microalgas apresenta uma desvantagem que, no final, torna o óleo duas vezes mais caro do que o óleo obtido através de qualquer outra oleaginosa.

«As microalgas estão a crescer num meio aquoso, que não pode ter uma densidade de microalgas muito alta porque senão a radiação não as atinge de forma homogénea em todo o fotobioreactor. Ai temos uma necessidade de ter alguma diluição no meio, logo há que concentrar e a concentração [que é feita com uma centrifugadora] é um processo que não é barato», explica Fernanda Rosa.

O director-geral da Algafuel sublinhou que se pode fazer 100 por cento biodiesel de óleo a partir de microalgas, mas que o preço ainda é bastante elevado por falta de produção ao mesmo nível da procura.

«Porque toda a produção mundial nunca foi pensada para este fim, mas sim para fins alimentar, aquacultura, cosmética, que têm condicionantes de preço completamente diferentes das dos biocombustíveis», defendeu Nuno Coelho.

Então, para quando carros movidos a algas? «Tanto quanto eu posso antever nas próximas dezenas de anos, talvez nem tanto, vamos ter carros movidos a biodiesel que pode ser obtido a partir de microalgas. Isso sem dúvida nenhuma», garantiu Nuno Coelho, considerando, porém, que vai ser preciso um investimento massivo em tecnologia e um grande know-how na produção de microalgas.

Diário Digital

27 comments

  1. diogo

    Sou aluno de graduação e estou desenvolvendo um trabalho sobre a produção de biodiesel com algas. O texto se encontra de uma forma muito clara e objetiva, e me auxiliou muito na pesquisa, mas gostaria de receber artigos científicos sobre o assunto.

  2. Olá,
    Também sou aluna de graduação e estou pesquisando sobre a utilização de algas para biodiesel. Gostei muito do texto e gostaria de receber artigos científicos sobre o assunto.

  3. Olá,
    Também sou aluna de graduação e estou fazendo um projeto sobre a utilização de algas para biodiesel. Gostei muito do texto e gostaria de receber artigos científicos sobre o assunto. Muito obrigada!

  4. Luiz Roberto

    Estou desenvolvendo um trabalho sobre produção de biocombustiveis de microalgas e não encontro nada claro a respeito de valores, vocês poderiam me ajudar?
    Gostaria muito de receber mais informações sobre o assunto, agradeço antecipadamente pela atenção.
    Luiz Roberto

    • Bartira Barreto

      Olá, Luiz Roberto! Vejo que faz tempo que postou sua mensagem no site. Também estou pesquisando sobre produção de biodiesel a partir de microalgas. Gostaria de saber o que você tem estudado sobre custos. Obrigada!

  5. Rodrigo

    Olá, muito esclarecedor o artigo. Sou aluno de graduação, como vários dos visitantes deste site, e gostaria de saber que material você aconselha, que seria uma boa leitura sobre o assunto (livros, periódicos, etc.) Caso disponibilize de alguns em PDF ou .DOC, seria de grande ajuda se pudesse me enviar via email. Desde já agradeço a sua atenção! Muito obrigado.

    Rodrigo.

  6. Rodrigo Costa

    Olá, sou aluno de graduação do curso de Ciências Biológicas, e também estou precisando de artigos ciêntificos, materiais mais específicos com espécies, pois estou para fazer um projeto em campo e preciso de mais dados. Gostaria que me mandassem algum material, dede já agradeço pelo artigo publicado e aguardo o envio se possivel.

    Rodrigo Costa.

  7. Eduardo

    Sou aluno de Engenharia Mecânica e estou fazendo um projeto sobre energias renováveis, achei muito interessante a utilização de microalgas afim de se buscar biocombustível. Gostaria, se possível, que vocês me mandassem algum artigo científico ou material disponível que vocês tivessem. Desde já obrigado pelo espaço e pela informação da matéria acima que muito valiosa.

    Eduardo

  8. Marina

    Olá, gostei muito das informações desse site, e como todos que deixaram seus comentários também sou aluna de graduação do curso de Biologia, e estou desenvolvendo um trbalho sobre as microalgas. e se vc tiver mais informações, dicas de livros sobre o assunto, pois estou precisando muito de bibliografias,e puder mandar pro meu e-mail ficarei muito grata. esta sendo muito dificil achar. Obrigada!

  9. amadinho

    oi.sou amadinho estudante universitario, de quimica,to a fazer um trabalho de producao de biodisel a partir de microalgas,e estou me e deparar com muita dificuldade em termos de material de consulta.agradeceria uma ajuda

  10. Sebastião Neto

    Olá,Sou aluno de engenharia ambiental, gostei muito do texto e gostaria de obter informações mais detalhadas e artigos cientificos sobre as microalgas.

  11. Anacleto

    olá, sou aluno e dessenvolvo uma pesquisa sobre biocombustiveis de algas verdes e queria saber um pouco mais sobre a mesmo se poderem madar imformaçoes para meu e mail fico muito agradecido o texto está esclarecedor e muito rico em imformaçoes ogrigado fico feliz se manterem contato comigo trocando ideias sobre o assunto.

  12. Vera Lúcia Bellin Mariano

    Sou professora e estou mantando um projeto sobre o cultivo de microalgas. Gostaria de saber se posso utilizar a foto no trabalho
    Vera Mariano

  13. Vera Lúcia Bellin Mariano

    Corrigindo…
    montando

  14. Paulo Filipe

    Olá,sou aluno de engenharia alimentar, gostei muito do texto e gostaria de obter informações mais detalhadas e artigos cientificos sobre as microalgas.

  15. Dayse

    Olá,
    Também sou aluna de graduação e estou fazendo um projeto sobre a utilização de algas para biodiesel. Gostei muito do texto e gostaria de receber artigos científicos sobre o assunto. Muito obrigada!

  16. Oswaldo P. Almeida Filho

    Estou desenvolvendo um trabalho a acadêmico sobre algas e preciso de saber o valor aproximado do poder calorífico da mesma bem como a respectiva fonte

  17. Rafael Lira

    Sou estudante de doutorado e assim como os soutros estou muito interessado em receber informações(artigos, textos planilhas de custos) sobre o tema. Agradeceria muito o contato e também fika o e-mail pra todos que queiram correponder, pra trocarmos idéias e informações rafael.lira@ufv.br

  18. Bom dia, sou Diretor de Inovação da 2DO engenharia e Arquitetura, temos um projeto interessante de Fazendas Verticais em areas urbanas, e o cultivo de microalgas nos cai como uma luva, porém aqui no Brasil estou com dificuldades de encontrar bom parceiros, li a matéria e fiquei muito interessado em fazer um contato. Abs

  19. Good afternoon,
    I am a nursing student and would like to know more about biodiesel that you develop through secondary metabolites of microalgae. Do you work mainly with which algae? Euglenophyceae? I would like to receive information on scientific articles that you can pass me to understand a little more of the subject. Sincerely, Larissa.

  20. Thays

    Muito legal…estou pensando em ingressar nesta area

  21. ELLY

    Sou aluna de graduação e estou desenvolvendo um trabalho sobre a produção de biodiesel com algas. Necessito urgentemente de algum trabalho ciêntifico sobre esse tema.
    Desde já obrigado.

  22. Pingback: Os números de 2010 « Energias Renováveis

  23. Carlos Henrique

    Após ter 3 verões para acabar com as microalgas do meu lago ,e com êxito neste verão,passei a tarde pesquisando para indêntifica-la (Microcystis aeruginosa), descubro, nesta página, que ela pode se tornar combustível. Se poder me envia mais informações.
    Agradeço
    Carlos Henrrique, Saquarema-RJ

  24. Bartira Barreto

    Estou estudando sobre custos para produção de biodiesel a partir de microalgas. Verifiquei o interesse de muitas pessoas sobre o tema. Gostaria de deixar meu email (bartira.barreto@gmail.com) para possibilitar o compartilhamento de informações. Agradeço antecipadamente.

  25. Márcio

    Também estou fazendo um trabalho a respeito de produção de biodiesel a partir de microalgas e gostaria de receber informações da produção no Brasil e no mundo. Desde já, agradeço !!!!

  26. Eliane

    Olá Sou estudante da Fatec e meu curso é de Biocombustíveis, preciso fazer uma monografia sobre algas para o biodiesel, poderia me enviar mais material. Muito obrigada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: