África sonha com «grande muralha verde» para travar Saara

Uma «grande muralha verde», que se estenderia do Senegal até Djibuti para travar o avanço do Saara, é o grande sonho de África, que deseja impulsionar o projecto – parado há quatro anos – durante a conferência mundial do clima em Dezembro, em Copenhaga.

«África não irá com as mãos vazias para a cimeira de Copenhaga. O projecto da «Grande Muralha Verde» será apresentado pelo presidente Abdulaye Wade», informou o ministro do Ambiente senegalês, Djibo Ka.

O projecto, no entanto, enfrenta o seu maior obstáculo que é o financiamento.

A ideia de criar uma barreira de vegetação e bacias de retenção para acumular a água da chuva de 7.000 km de extensão e 15 km de largura foi lançada pelo ex-presidente nigeriano Olusegun Obasanjo em 2005 e posteriormente retomada pelo seu homólogo senegalês.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), as florestas da zona saariana desaparecem a um ritmo preocupante de dois milhões de hectares por ano.

O aquecimento do planeta só acentuará o fenómeno, levando, além disso, a importantes migrações de populações em países já pobres e instáveis.

Dos 11 países associados ao ambicioso projecto, o Senegal é o mais activo, apesar das suas realizações serem modestas, pois apenas 10 km de «muralha verde» foram plantadas nos últimos dois anos, como reconheceu o ministro do Ambiente.

Diario Digital

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: