Expo Energia 2009: Solar térmico precisa de incentivos durante mais dois anos

«É obrigatório que o Programa Solar Térmico 2009, lançado pelo Governo em Março deste ano, continue durante mais um a dois anos», defende Carlos Campos, presidente da Associação Portuguesa da Indústria Solar (Apisolar).

O responsável considera que o fim dos incentivos ao solar térmico pode ditar a falência de muitas empresas e penalizar o crescimento do sector.

Falando esta tarde na sessão dedicada ao tema “A actual panorâmica da energia solar em Portugal – desafios e oportunidades”, na Expo Energia 2009, que decorre até dia 19 no Taguspark, em Oeiras, Carlos Campos admitiu que os incentivos governamentais possam ser menores do que até então, mas que não poderão terminar.

Sem os subsídios do Governo ao solar térmico, «não será possível atingir as metas de produção de energia renovável previstas», sublinhou. Refira-se que o Programa Solar Térmico 2009 está previsto terminar no final deste ano, mas o Governo ainda não manifestou uma posição sobre a sua eventual continuidade. No entanto, o presidente da Apisolar espera que tal aconteça, de preferência, antes do Natal.

Ambiente Online

One comment

  1. RIRI

    E LINDO, ADORO ESTE SITE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: