Edifícios existentes sem metas de desempenho energético

Com um peso de cerca de 40 por cento no consumo de energia e na emissão de gases com efeito de estufa (GEE), os edifícios desempenham um papel decisivo para o cumprimento dos objectivos europeus de reduzir, até 2020, o consumo de energia em 20 por cento e de aumentar, na mesma proporção, o recurso a energias renováveis.

No início de 2010, o Parlamento Europeu deverá aprovar a revisão legislativa da Directiva relativa ao Desempenho Energético dos Edifícios, que data de 2002, e que lançou as fundações para um novo paradigma de uma Europa de baixo carbono, ao definir requisitos mínimos de eficiência para edifícios residenciais e comerciais.

Segundo o acordo político informal, entre negociadores do Parlamento Europeu e do Conselho, concretizado no final de Novembro, todos os edifícios novos deverão cumprir, em 2020, elevados padrões de eficiência energética, assegurando que uma fatia significativa da produção de energia é feita através de fontes renováveis, designadamente a nível local. Não foram definidos objectivos concretos para os edifícios existentes.

A revisão da directiva, que foi um dos cavalos de batalha da presidência sueca da União Europeia, acabou, contudo, por recuar em algumas das propostas anteriormente avançadas pela Comissão. O conceito de edifício “zero energia” acabou por dar lugar à expressão “quase zero energia”, cuja definição legal foi deixada em aberto, ficando a cargo de cada Estado-membro concretizar os seus próprios standards, a nível local.

Ambiente Online

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: