Category Archives: Política Energética

UE quer reduzir 50% do transporte rodoviário urbano até 2050

Transferir para outros modos – como o ferroviário e fluvial – cerca de 50% do transporte rodoviário urbano de médio curso, quer passageiros quer mercadorias, é um dos grandes objectivos da nova estratégia da Comissão Europeia (CE) para a área

UE quer reduzir 50% do transporte rodoviário urbano até 2050

Transferir para outros modos – como o ferroviário e fluvial – cerca de 50% do transporte rodoviário urbano de médio curso, quer passageiros quer mercadorias, é um dos grandes objectivos da nova estratégia da Comissão Europeia (CE) para a área

Portugal já atingiu 25% meta eficiência energética até 2015

O secretário de Estado da Energia anunciou hoje que Portugal já atingiu 25 por cento da meta estabelecida até 2015 para aumentar a eficiência energética. “As nossas informações permitem dizer que até ao final do primeiro semestre de 2010, atingimos

Portugal já atingiu 25% meta eficiência energética até 2015

O secretário de Estado da Energia anunciou hoje que Portugal já atingiu 25 por cento da meta estabelecida até 2015 para aumentar a eficiência energética. “As nossas informações permitem dizer que até ao final do primeiro semestre de 2010, atingimos

Consulta Pública do “Energy Roadmap 2050”

A Comissão Europeia irá apresentar, no segundo trimestre de 2011, o “Roteiro Energia para 2050”, no âmbito do desenvolvimento de uma economia de baixo carbono até 2050, com o objectivo de atingir a meta de redução de 80% a 95%

Consulta Pública do “Energy Roadmap 2050”

A Comissão Europeia irá apresentar, no segundo trimestre de 2011, o “Roteiro Energia para 2050”, no âmbito do desenvolvimento de uma economia de baixo carbono até 2050, com o objectivo de atingir a meta de redução de 80% a 95%

Energia: Portugal pode ensinar a alterar cenários em 6 anos

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje, no Abu Dhabi, que se há algo que Portugal pode ensinar ao mundo é que é possível alterar o cenário energética por completo em seis anos. «Se há alguma coisa que podemos aprender com

Energia: Portugal pode ensinar a alterar cenários em 6 anos

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje, no Abu Dhabi, que se há algo que Portugal pode ensinar ao mundo é que é possível alterar o cenário energética por completo em seis anos. «Se há alguma coisa que podemos aprender com

Banco Mundial cria fundo para apoiar mercados de carbono em países pobres

O Banco Mundial (através do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento) anunciou esta quarta-feira, à margem da Conferência Climática da ONU (COP16), no México, a criação de um fundo que pode chegar aos 100 milhões de dólares (76 milhões de

Banco Mundial cria fundo para apoiar mercados de carbono em países pobres

O Banco Mundial (através do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento) anunciou esta quarta-feira, à margem da Conferência Climática da ONU (COP16), no México, a criação de um fundo que pode chegar aos 100 milhões de dólares (76 milhões de

Comissão Europeia apresenta nova estratégia para a energia

A Comissão Europeia (CE) apresentou, ontem, a sua nova estratégia para uma «energia competitiva, sustentável e segura». O documento ‘Energia 2020’ define as prioridades em termos de energia para os próximos dez anos e as acções a empreender perante os

Comissão Europeia apresenta nova estratégia para a energia

A Comissão Europeia (CE) apresentou, ontem, a sua nova estratégia para uma «energia competitiva, sustentável e segura». O documento ‘Energia 2020’ define as prioridades em termos de energia para os próximos dez anos e as acções a empreender perante os

António Sá da Costa – “Estratégia energética do Governo é pouco ambiciosa”

António Sá da Costa, presidente da APREN, defende que as linhas da estratégia energética do Governo até 2020 são “uma boa base de partida” mas, ainda assim, “pouco ambiciosas”. À margem da conferência “APREN – Electricidade Renovável 2010/2020”, o presidente

António Sá da Costa – “Estratégia energética do Governo é pouco ambiciosa”

António Sá da Costa, presidente da APREN, defende que as linhas da estratégia energética do Governo até 2020 são “uma boa base de partida” mas, ainda assim, “pouco ambiciosas”. À margem da conferência “APREN – Electricidade Renovável 2010/2020”, o presidente